Terça-feira, 26 de outubro de 2021
informe o texto

Notícias | Política

Receita Federal acusa Lula de sonegação, fraude e conluio

10 Set 2021 - 11:21

IG - Política Nacional

source
Luiz Inácio Lula da Silva
Reprodução

Luiz Inácio Lula da Silva

Em um processo que tramita na 2ª Vara da Justiça Federal em São Bernardo do Campo (SP), a Receita Federal acusa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de sonegação, fraude do fisco e conluio com empreiteiros. A informação foi divulgada pela revista Veja, que afirma ter tido acesso acesso aos documentos do processo. 

Lula é acusado no processo de ter omitido de suas declarações de renda recursos que recebeu de duas empreiteiras para executar reformas em um tríplex do Guarujá e em um sítio de Atibaia. 

Segundo a revista, nos documentos, Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional cobra do ex-presidente uma dívida de 1,25 milhão de reais referente a impostos que deixaram de ser pagos.

Você viu?

"O fiscalizado omitiu rendimentos tributáveis na forma de bens e direitos oriundos de reformas pagas pela OAS no apartamento tríplex e no sítio Atibaia. O mesmo era proprietário do tríplex e, com relação ao sítio Atibaia, foi beneficiado pelas reformas feitas no mesmo, haja vista que era usuário contumaz do imóvel e tais reformas só foram feitas devido a esse fato", aponta o relatório da Receita no processo.

Lula chegou a ser notificado pela Receita e defesa questionou a legalidade da cobrança, já que os documentos utilizados para embasar as acusações tiveram origem nos processos anulados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) - tornando-se inválidas.

"Essa cobrança se refere a tributos que teriam sido supostamente gerados em virtude da aquisição do tríplex e do sítio, só que tudo se baseia na Operação Lava-Jato, que foi anulada pelo Supremo", disse Cristiano Zanin, advogado de Lula. 

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou que o ex-juiz Sergio Moro agiu com parcialidade nos processos contra o ex-presidente Lula (PT). Logo, as sentenças contra ele foram anuladas e o caso foi transferido de Curitiba para Brasília, onde volta a ser apurado e julgado. 

- Com informações da revista Veja.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet