Domingo, 9 de maio de 2021
informe o texto

Notícias | Política

Com a descentralização da vacinação, Botelho acredita na aceleração da imunização em MT

14 Abr 2021 - 08:15

Vivian Nunes / O Bom da Notícia

O deputado Eduardo Botelho (DEM) afirmou na manhã desta terça-feira (13), em entrevista à Rádio Vila Real FM, que a descentralização da vacinação que, finalmente aconteceu em Cuiabá, após uma série de cobranças de políticos e população, pode acelerar a vacinação não só na Capital, como no Estado.

O centro de vacinação que antes era instalado somente no Centro de Eventos do Pantanal, na Capital, passou a contar com mais dois polos, na modalidade drive thru, sendo um no Sesi Papa, iniciado na segunda-feira (12), e outro no estacionamento da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que deu início nesta terça.

Ainda na segunda, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), firmou uma parceria com a Prefeitura de Cuiabá e anunciou mais um posto de imunização, que será instalado em breve, no estacionamento da Assembleia.

Além da Capital, a Assembleia também auxilia a cidade de Várzea Grande na implantação de mais dois novos postos, sendo uma no Parque Bernardo Berneck, que funcionará no sistema drive thru e outra no Marajoara.

Acredito que com a descentralização, a vacinação será bem mais rápida. Agora só precisamos receber as vacinas e isso o que nos preocupa

Botelho acredita que com a descentralização, o processo de imunização não só em Cuiabá, como no Estado, será acelerado. Ele afirma ainda que já levantou questionamentos aos senadores de Mato Grosso, sobre os critérios adotados para a distribuição da vacina contra a covid-19 aos estados, uma vez que Mato Grosso do Sul tem uma população inferior a Mato Grosso, mas recebeu um número maior de doses.

“Acredito que com a descentralização, a vacinação será bem mais rápida. Agora só precisamos receber as vacinas e isso o que nos preocupa. Porém, temos pedido aos nossos senadores [Wellington Fagundes, Carlos Fávaro e Jayme Campos] para que eles cobrem essa igualdade de Mato Grosso do Sul com Mato Grosso que inclusive, segundo eles, já cobraram essa melhor distribuição de vacinas para o Estado”.

O parlamentar também foi questionado se estaria articulando a vacinação de motoristas do transporte coletivo, em Cuiabá. Botelho defendeu a imunização da categoria, uma vez que a mesma se expõe diariamente em alto risco de contaminação dentro dos ônibus.

“Foi criado alguns setores que são prioritários e, evidentemente, que o primeiro era o pessoal da Saúde. Depois veio outras categorias como, por exemplo, o pessoal da Segurança Pública que nós também defendemos. Agora, colocamos os motoristas de ônibus que ficam dentro do transporte coletivo, em um espaço pequeno, com um número grande de pessoas circulando, passando a ser um vetor que pode contaminar centenas de pessoas por dia. Entendo que o motorista precisa ser prioritariamente vacinado, essa foi uma defesa que temos feito”, conclui o deputado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet